• 1) Como é o processo da telha natural e esmaltada?

    O processo da telha natural obedece o seguinte fluxograma : Escavação da Argila → Pré-Elaboração →Prensagem→Secagem (onde o secador elimina umidade)→1ªQueima (onde o forno queima à uma temperatura de 960 °C eliminando qualquer impureza que existe deixando a telha natural pronta para ser esmaltada).
    No setor de esmaltação , as telhas são selecionadas novamente para receber a camada vítrea , ou seja : Esse processo obedece o seguinte fluxograma: Esmaltadeira (onde a telha passa por uma cabina de véu e/ou disco para receber o esmalte)→2ªQueima (forno especial à temperatura de 970 °C onde se dá a fusão do esmalte à base da telha formando a camada vítrea → Classificação → Embalagem → Liberação do Lote.

  • 2) Qual a diferença entre o sistema Monoqueima e Biqueima? O que é melhor?

    A esmaltação com sistema monoqueima é feita na primeira queima. Isto é, a queima do esmalte se dá logo na primeira, junto com a telha (argila). A telha queima apenas uma vez. Ao sair do secador, ela recebe o esmalte e entra na 1ª Queima onde se dá a fusão da Camada Vítrea. Não existe a 2ª queima. Neste processo, quando as impurezas estão sendo eliminadas, o esmalte começa a fundir sobre a peça e estas (impurezas) ficam retidas entre a argila e o esmalte. Como o decorrer do tempo,esta impureza começa a reagir no esmalte, podendo provocar embranquecimento do mesmo.


    No sistema biqueima (sistema da Telhabras) o processo da fusão da Camada Vítrea se dá na 2ª queima, num outro forno. Estudos e testes nos levaram a crer que o sistema biqueima é o mais indicado, porque, como já frisamos, a função da primeira queima é eliminar todas as impurezas que a argila possui. Na 2ª queima ela (argila) está livre de todas as impurezas (sais solúveis, vanádio, e outros) que são prejudiciais ao esmalte, evitando com isso, possíveis embraquecimento da camada de esmalte. No sistema biqueima o custo de produção é mais alto, porém traz maiores benefícios em relação a qualidade do produto.

  • 3) O que é esmalte?

    É uma composição vítrea formada por óxidos fundentes , principalmente Boro , Potássio , Sódio , entre outros , que se usa na fórmula da frita . Durante a fusão os esmaltes sofrem transformações químicas e físicas, formando uma superfície vítrea sobre a telha. Os esmaltes dão as peças cerâmicas (telhas), maior durabilidade, facilidade na limpeza, estética e diversidade de cores. A coloração do esmalte obtém-se conforme o pigmento (corante) usado dentro desta fórmula.

  • 4) O que é telha esmaltada?

    É o processo no qual as telhas em seu estado natural recebem uma camada de esmalte (também chamada Camada Vítrea), para sua proteção e beleza. Com essa Camada Vítrea se obtém uma melhor qualidade do produto e maior resistência ao envelhecimento precoce tão comum nas telhas naturais. É o mesmo processo usado nos revestimentos cerâmicos (piso ou azulejos). A propósito, os fornecedores de matéria prima são os mesmos.

  • 5) O que é esmalte ou camada vítrea?

    É aquela Camada de Vidrado usada sobre a telha esmaltada ou sobre os pisos cerâmicos, formada com óxidos fundentes (também chamados fritas), como Boro, Potássio, Sódio, entre outros, usados na formulação do esmalte. Torna-se esmalte quando da fusão desses óxidos sobre a peça cerâmica à temperatura de 970 °C, neste momento o esmalte sofre transformações química e física e forma uma superfície vítrea. O objetivo do uso do esmalte é dar as peças cerâmicas (telhas ou pisos), maior durabilidade, facilidade na limpeza, impermeabilidade e estética. A coloração do esmalte obtém-se conforme o pigmento (corante) usado dentro desta fórmula.

  • 6) Como se obter um bom esmalte?

    Primeiro: ter bons fornecedores de fritas isto é, da matéria prima que compõe o esmalte. Por isso a Telhabras tem o cuidado de selecionar seus fornecedores, que são empresas de grande porte e de renomes internacionais, como a Esmalglass (Espanha), Ferro Enamel (Americana), Jonhson (Itália), Vídres (Espanha), e outras. Segundo: rigoroso controle de todos os lotes de matéria prima através de análises.

  • 7) Quais as garantias do uso do esmalte?

    A telha esmaltada usa o mesmo produto que é usado nas cerâmicas de piso, e a mais de 100 anos o mercado conhece sua qualidade. Portanto, o uso do esmalte em cerâmica não é novidade, e está consagrado no mercado no mundo inteiro. Os europeus foram os pais desta invenção que está, até hoje, ganhando credibilidade nas grandes feiras internacionais e nacionais, como nas feiras da Cevisama (Itália), Cerssaie (Espanha), Coverings (Orlando-USA), Feicon (Brasil), etc. O esmalte é fruto de mais de 100 anos de experimentos, pesquisas e desenvolvimento e por isso conquistou, em definitivo, a credibilidade do mercado.

  • 8) Porque existem telhas esmaltadas que ficam com embranquecimento?

    a) Quando a base da telha não é bem queimada e tem alto grau de absorção;

    b) Falta de sazonamento; isto é, quando as argilas não ficam expostas ao tempo por um longo período;

    c) Quando o uso de matéria prima - fritas ou corantes – são de má qualidade.

  • 9) As telhas esmaltadas podem ser pintadas com o passar do tempo?

    Não. Não pode. Com o passar do tempo a telha esmaltada fica fosca, porque as chuvas não retiram todas as sujeiras depositada pelo tempo, mas as telhas não perde sua resistência. Como se trata de uma Camada Vítrea fundida a 970 °C, as telhas poderão ser lavadas com água e sabão para restaurar sua cor original, mesmo porque nenhuma tinta iria aderir a uma peça esmaltada. O esmalte na telha é como um vidro. Se você colocar um vidro exposto ao tempo para pegar poeira, poluição, raios solares, etc, você perceberá que a chuva só vai tirar a sujeira superficial e só uma limpeza com água e sabão restaurará seu estado original.

  • 10) O que é gretagem? Como surgem?

    Gretagem são pequenas trincas que podem aparecer no esmalte devido a diferença na dilatação entre o esmalte e a base da telha. A gretagem não significa que o esmalte vai lascar ou que a telha vai vazar. Por outro lado, a gretagem só é visível a uma distância relativamente pequena o que não compromete a estética de um telhado que é visto à mais de 3 metros. Uma vez que a telha é colocada no telhado, essa gretagem não se torna mais visível, pois predomina a cor estampada na telha. O piso cerâmico, por exemplo, tem suas tolerâncias, que são cerca de 1,50 mt; ou seja, não é considerado defeito aquilo que não se vê a 1 mt e 50cm; já o azulejo o parâmetro é 50 cm de distância. Nas cores claras, esta gretagem é mais comum e tende a realçar porque elas escurecem com as impurezas nela acumuladas.

  • 11) Porque na telha esmaltada ocorre diferença de tonalidade quando se precisa de telhas para complemento de pedido?

    Isso ocorre devido: o corante e fritas usado na fórmula; as variações de temperatura no forno e as inevitáveis mudanças de argila (a mineração muda de lugar). Quanto aos corantes e as fritas, que são os que mais influenciam, eles são encontrados na natureza e industrializados por empresas nacionais e internacionais. Eles variam de tonalidade conforme teor de cada lote fornecido. São adquiridos em lotes, e sempre que se adquire um novo lote de corante ou fritas, corre-se o risco de variações de sua tonalidades. Esse fenômeno também é comum nas cerâmicas de pisos, e é por isso que os pisos são vendidos em lotes; ou seja, a produção de um lote de piso dificilmente combina com a tonalidade do lote anterior. Como Resolver? É simples. Quando você compra pisos, por exemplo, você sempre compra com uma pequena sobra para evitar complemento, pois sabe-se que o complemento pode diferir na tonalidade. Nenhuma cerâmica de piso garante as tonalidades iguais se estes forem comprados em datas e/ou lotes diferentes. Isso também se aplica às telhas esmaltadas. Há clientes que cometem o erro de construírem suas casas por partes: hoje compram telha para a casa, após um mês compram para a garagem, depois para outro puxado, e assim por diante; neste caso, dificilmente as telhas da garagem serão exatamente iguais a da casa. Recomenda-se, portanto, comprar as telhas todas juntas e com uma pequena sobra, para garantir o mesmo lote e evitar o risco de variações nas cores das telhas.

  • 12) O que é telha pintada com poliéster?

    É uma tinta em pó eletrostática, que é aplicada sobre a telha e queimada a uma temperatura média de 220 ºC. Apresenta as seguintes características:
    - Produto 100% impermeável;
    - Não apresenta gretagem (rachaduras);
    - Processo de produção ecologicamente correto, pois não polui o meio ambiente.
    - Durabilidade do brilho de 3 a 6 meses, e do produto de 3 a 4 anos.